#PraCegoVer: Seis jovens numa sala: 1 garota e 5 garotos, sentados em poltronas e cadeiras coloridas, num semicírculo. Estão numa sala com chão de madeira e um tapete vermelho. Atrás deles existe um container laranja.

Eles não são poucos e cada vez ganham mais espaço nas faculdades. Foi o que mostrou a matéria da Revista Exame, em novembro de 2017. A reportagem mostra de que maneira as novas gerações já estão se organizando e discutindo os temas de diversidade nos meios acadêmicos. Isso demostra que, na hora de escolher onde trabalhar, esses futuros profissionais vão em busca de empresas que estão alinhadas com esse pensamento. E além, como já vem de grupos organizados que promovem discussões e ações, vão buscar também esse tipo de estrutura nas empresas. Para se ter uma ideia, “uma pesquisa global da consultoria EY mostra que 86% das jovens da geração Z, a dos que nasceram de 1995 em diante, considera a igualdade de oportunidades muito importante na hora de escolher um empregador. A proporção é de cerca de 70% nas gerações imediatamente anteriores — a dos millenials e a X”, ressalta a matéria da Exame.

Para ler a reportagem completa, clique aqui.

Publicado em: 06/02/2018

SiteLock

Acessibilidade