2.1. Política e prática de não discriminação no recrutamento e seleção para pessoas LGBT
Estabelecer políticas e práticas de não discriminação a pessoas LGBT em processos de recrutamento e seleção de empregados(as), com atenção especial a travestis e transexuais.

2.2. Metas para inclusão de travestis e transexuais
Estabelecer metas específicas para a inclusão de travestis e transexuais em processos de recrutamento e seleção, realizando ações afirmativas para ampliar a participação do segmento no mercado de trabalho.

2.3. Revisar ferramentas e procedimentos de recrutamento e seleção
Revisar ferramentas e procedimentos de recrutamento e seleção que possam oferecer barreiras e discriminar pessoas LGBT.

2.4. Capacitar profissionais da área de recrutamento e seleção
Capacitar profissionais da área de pessoas que realizam recrutamento e seleção para melhor entendimento do tema e protagonismo na aplicação prática do compromisso da empresa com a não discriminação.

2.5. Revisar ferramentas e procedimentos de avaliação e identificação de potenciais
Revisar ferramentas e procedimentos de avaliação e identificação de potenciais para desenvolvimento na carreira para o alinhamento com a postura de não discriminação da empresa e a identificação de possíveis posturas discriminatórias.

2.6. Inserir o tema da orientação sexual e identidade de gênero em censos e pesquisas
Inserir o tema da orientação sexual e identidade de gênero em censos e pesquisas internas (clima, engajamento, saúde, bem-estar etc.), com os devidos cuidados para não ampliar a discriminação, garantindo que o segmento LGBT seja considerado e os dados possam inspirar a criação de políticas e práticas específicas ou não.

2.7. Realizar ações afirmativas para desenvolvimento na carreira de profissionais travestis e transexuais
Realizar ações afirmativas que favoreçam o crescimento na carreira, voltadas sobretudo a travestis e transexuais.

2.8. Incluir compromisso no acompanhamento e avaliação de gestores(as)
Incluir compromisso com a igualdade de oportunidades e tratamento justo às pessoas LGBT no diálogo, capacitação, acompanhamento e avaliação de desempenho de gestores(as).

2.9. Revisar ou implantar políticas de benefícios que promovam igualdade
Revisar ou implantar políticas, normas e procedimentos, considerando a diversidade sexual, que promovam a igualdade e tratamento justo, em termos de benefícios e outras práticas de desenvolvimento dos profissionais na empresa.

2.10. Estabelecer benefícios e condições favoráveis ao segmento LGBT
Estabelecer, voluntariamente, benefícios e condições favoráveis ao pleno desenvolvimento das pessoas LGBT, sobretudo travestis e transexuais, ampliando a capacidade de atração e engajamento da empresa, criando diferenciais e impactos positivos na reputação.

 

SiteLock

Acessibilidade