#PraCegoVer: Participantes do workshop. Parte das pessoas está agachada e outras em pé. Seguram a bandeira LGBT. Atrás, um telão com o logo do Fórum.

O Fórum realizou, no dia 28/09, na PwC, o Workshop de Comunicação, Marketing e Negócios. Com o objetivo de aprofundar os conceitos e de também ser um espaço de intercâmbio das boas práticas feitas pelas signatárias no tema, o evento reuniu cerca de 40 pessoas das seguintes empresas signatárias: Accenture, AccorHotels, Ambev, Atento, Avanade, Avon, Braskem, JLL, JW Thompson, Mattos Filho, MCM, Microsoft, PwC, Shell, Trench Rossi Watanabe e Vivo. O workshop aconteceu durante a Semana da Diversidade promovida pela anfitriã, que também convidou representantes da General Motors e da Unidas para conhecerem o Fórum e uma de suas atividades.

Os Compromissos 6 e 7, que tratam da promoção do respeito aos direitos LGBTI+ na comunicação e marketing, no planejamento de produtos, serviços e atendimento aos clientes, orientaram a criação desse encontro.

As boas-vindas foram dadas pelos sócios da PwC, Marcelo Cioffi e Luciana Medeiros, apresentando de que maneira a empresa tem desenvolvido ações de valorização da diversidade, com seus comitês, principalmente o GLEE, com foco nas questões LGBTI+.  Renato Souza, gerente de Diversidade e Inclusão, também apresentou uma pesquisa desenvolvida pela PwC em parceria com a Out Leadership: “Out to Succeed: Realising the full potential of your LGBT+ talent”. Uma das conclusões desse estudo, feito com 231 funcionários LGBT+ de diferentes países, diz que há uma lacuna entre o que os funcionários LGBTI+ esperam de suas carreiras e o que os empregadores oferecem. Para ter acesso ao estudo na íntegra, basta clicar aqui.

Na sequência, o workshop apresentou um painel formado por organizações, algumas delas parceiras do Fórum, que têm como objetivo desenvolver e fomentar negócios voltados ao público LGBTI+. Mediado pelo consultor Ricardo Sales (MaisDiversidade), a mesa contou com as presenças de Alex Bernardes (ViaG), André Fischer (Mix Brasil), Clóvis Casemiro (IGLTA – International Gay and Lesbian Travel Association) e Ricardo Gomes (Câmara de Comércio e Turismo LGBT). Um dos pontos importantes debatido foi a importância da empresa se posicionar a favor da diversidade. Hoje, essa é uma postura esperada e importante para uma sociedade que, atualmente, mostra-se muito mais exigente. “Uma bandeira na porta já não basta. Queremos saber como você trata seus colaboradores, se você tem fornecedores também pró-diversidade, quais seus valores enquanto organização”, pontua Ricardo Gomes. Esse, inclusive, é um dos papeis da Câmara de Comércio de Turismo LGBT, fomentar as pequenas e médias empresas nessa cadeia de valor que apoia e valoriza o tema.

A conversa ainda trouxe à tona a discussão sobre como desenvolver o negócio, a comunicação e o marketing de maneira consistente, tendo em vista a mudança da cultura organizacional, para que, assim, a empresa não seja acusada de estar se aproveitando desse público como consumidor, tão somente. “Para se comunicar com legitimidade, tem que construir um lastro”, aponta Ricardo Sales, mediador do painel. Para isso, é necessário trazer o tema dos direitos humanos LGBTI+ de maneira transversal, alinhado à identidade da organização. Construir uma história a partir de seu DNA e também em espaços que possibilitam a troca de experiências, como o do Fórum, por exemplo.

No segundo momento do workshop, após o coffee break, tivemos a apresentação de cases de algumas empresas signatárias. Larissa Lopes, Gerente de Desenvolvimento Sustentável da AccorHotels, apresentou as ações promovidas pela rede. Para garantir o engajamento dos colaboradores, a empresa desenvolveu um Guia de Compromisso com a Diversidade LGBT+ e, mais recentemente, lançou um Manual de Recrutamento LGBT+. Essas têm sido ferramentas para capacitação contínua dos colaboradores. O objetivo é que o lema da AccorHotels, “Feel Welcome”, seja aplicado efetivamente no atendimento dos seus clientes. A comunicação digital também tem sido um canal importante para fortalecer o compromisso da empresa com a questão. Recentemente também, participaram da campanha “Marcas Aliadas”, encabeçada pela Skol durante o mês de junho deste ano.

Esse, inclusive, foi um dos cases apresentados por Lucas Rossi, Gerente de Comunicação da Ambev. Na campanha “Marcas Aliadas”, a Skol convidou outras marcas, que também acreditam na construção de uma sociedade que valoriza o respeito, a doar parte de seus nomes para a causa. Juntas elas formaram a sigla LGBTQ+. Todas as marcas aliadas fizeram doações reais a instituições que fazem a diferença e ajudam de fato na luta pelos direitos LGBTI+. Além de ser patrocinadora da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, a empresa desenvolve campanhas publicitárias promovendo o respeito à diversidade. Segundo Rossi, esse reposicionamento da marca faz parte de um processo que começou há alguns anos em diferentes frentes, como a não utilização da imagem objetificada da mulher nos comerciais da cervejaria.

Também com o objetivo de desconstruir a imagem de beleza padronizada, a Avon desenvolve sua comunicação com depoimentos reais. Foi assim no mês do Orgulho LGBT deste ano. A empresa lançou a campanha “É para olhar mesmo”, como explicou Lucas Fajardo, Gerente de Content e PR, propondo uma reflexão sobre a contribuição que a pluralidade traz para a sociedade. A premissa da Avon é promover a democratização da beleza para que seja possível, mais e mais, reconhecer as pessoas pelo que elas são.

Os vídeos foram veiculados nos canais digitais da empresa e assinados pela agência JW Thompson, signatária do Fórum e que também trouxe sua contribuição para o workshop. Gisele Bagatin Bambace, Diretora de Planejamento, e Rafael Basso, Supervisor de Planejamento, iniciaram a apresentação mostrando os avanços que a agência vem conquistando na busca de um time de colaboradores diversos. Exemplo disso, no recorte LGBTI+, é a representatividade de pessoas da comunidade em cargos de liderança na empresa, como o presidente da JW Thompson, Ezra Geld. “Existe uma diversidade dentro da agência que proporciona questionar, incluir e estimular mudanças tanto internas quanto externas”, completou Rafael. Gisele trouxe ainda o case da campanha FanFeat da Coca-Cola com a cantora e drag, Pabllo Vittar. Esse trabalho ficou entre os finalistas do Festival Internacional de Criatividade de Cannes, na categoria Glass, que destaca os trabalhos que celebram a equidade de gênero e a diversidade.

Eventos como esse, que reuniu comunicadores das signatárias, são importantes pois difundem o tema nas diversas áreas das empresas. É fundamental entender que esse é um tema transversal e que é necessário engajar os diferentes profissionais para além dos responsáveis por diversidade e inclusão ou RH das empresas, onde geralmente essa conversa mora.

O workshop se encerrou com uma conversa entre os palestrantes e os participantes do evento. O próximo passo será a formação de um Grupo Organizador, dentre os presentes, que vai colaborar na organização e definição de temas para novos encontros.

Publicado em: 02/10/20018

SiteLock

Acessibilidade