• Keka Barbosa

Dia da Visibilidade Bissexual: por que discussões sobre o tema são tão necessárias?

Comemorado em 23 de setembro, data representa a necessidade de combater o preconceito contra pessoas LGBTI+

Imagem: Trecho recortado do evento ''Visibilidade bissexual nas empresas'' cedido ao Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+. Não refletem, necessariamente, opiniões, visões, análises e propostas do Fórum.

O Dia da Visibilidade Bissexual é comemorado mundialmente em 23 de setembro. Criada em 1991 para celebrar a história de pessoas que se identificam como bissexuais e, principalmente, com o objetivo de trazer uma reflexão sobre o tema, a data ainda é cercada de preconceitos, estereótipos e até mesmo alguns mitos. Isso porque, alguns indivíduos na sociedade ainda possuem muitas dúvidas sobre o assunto e consideram a bissexualidade como “algo temporário” ou um posicionamento de quem está “confuso” sobre a própria orientação sexual.


Contudo, diferentemente do que alguns acreditam, a bissexualidade não está relacionada com uma indecisão ou imaturidade e muito menos com uma fase de experimentação momentânea da sexualidade. A bissexualidade consiste em uma orientação sexual onde as pessoas sentem atração, física ou romântica, por outros indivíduos de ambos os sexos, tendo como principal característica a liberdade de escolha.


Para aumentar ainda mais a reflexão sobre o tema, nos últimos anos, diversas iniciativas têm sido realizadas com o propósito de reconhecer a orientação de pessoas bissexuais. Dentro do ambiente corporativo, por exemplo, cada vez mais se discutem meios para acolher as pessoas LGBTI+. Movimentos como o Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+ ajudam a trazer ainda mais visibilidade ao assunto, pois focam os esforços e iniciativas em torno dos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção dos Direitos LGBTI+.


“O Fórum surgiu da necessidade de unir esforços em prol de pessoas que, até então, ainda eram invisíveis na sociedade, como é o exemplo dos bissexuais. Hoje, temos várias empresas comprometidas em realizar ações afirmativas para contratação de pessoas LGBTI+ e focadas em promover o respeito, a inclusão e a garantir a segurança no ambiente profissional”, informa Reinaldo Bulgarelli, secretário executivo do Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+.


Para Hanna Vieira, 27 anos, pós-graduada em Ciências contábeis, auditoria e graduanda em Ciências atuarias, na Ernst & Young Global Limited, empresa multinacional de serviços profissionais e signatária do Fórum, a visibilidade bissexual é necessária não somente para mostrar que as pessoas existem, mas por representar a busca por respeito em todos os grupos sociais. “Falar sobre sexualidade ainda é um tabu em muitos lugares, mas poder se autodeclarar e ser livre para expressar e reafirmar sua sexualidade é, sem dúvidas, uma maneira muito prática de empoderamento que reflete diretamente no desempenho e desenvolvimento dos colaboradores no nosso ambiente de trabalho”, afirma.


Para que fique claro, os 10 Compromissos consistem em indicadores que ajudam as empresas atuantes no Fórum a inspirarem suas ações em prol das pessoas LGBTI+. Neste caso, é como um guia que norteia o posicionamento da empresa, as estratégias e representa o dever ético das companhias em questão da não-discriminação, estabelecendo o direito de igualdade, de liberdade e de consciência.


''Por intermédio do Fórum, nosso propósito é fortalecer o diálogo de inclusão em toda a sociedade. Para isso, recomendamos às empresas a criação de um programa de diversidade e inclusão ou de grupos de afinidade para que possam debater essas temáticas e estratégias. Esses grupos ajudam a dar voz aos colaboradores e mostra a preocupação da companhia em melhorar o relacionamento e engajar iniciativas para a população em foco”, conclui Bulgarelli.


Sobre o Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+


Criado em março de 2013, o Fórum é movimento empresarial com atuação permanente reunindo grandes empresas em torno de 10 Compromissos com a promoção dos direitos humanos LGBTI+. Nosso propósito é articular empresas em torno do compromisso com o respeito e a promoção aos direitos humanos LGBT+ no ambiente empresarial e na sociedade. Além de eventos periódicos para compartilhar as melhores práticas das empresas signatárias, fomentar o respeito à diversidade sexual e identidade de gênero e abrir espaços para diálogos entre empresas e a comunidade, “10 Compromissos para a Promoção dos Direitos LGBTI+”, expressam o entendimento sobre o papel das empresas e uma agenda de trabalho. Conheça mais em: https://www.forumempresaslgbt.com/

Informações à imprensa - Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+

Máquina CW: (11) 3147-7900

Stefane Braga | stefane.braga@maquinacw.com

Renata Asprino | renata.asprino@maquinacw.com


15 visualizações0 comentário